Notícias

Flor da Serra do Sul, PR °min °max

PNCF oportuniza compra de terra

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Flor da Serra do Sul está com mais uma novidade para os associados sulfloreses, o PNCF (Programa Nacional de Crédito Fundiário), ofertado pelo MDA (Ministério de Desenvolvimento Agrário). O objetivo do PNCF é oferecer facilidades para que pequenos agricultores adquiram uma área de terra.
De acordo com a secretária do Sindicato do município, Ivanil Sabino, o Crédito Fundiário é uma política pública, por isso para participar o agricultor precisa corresponder a requisitos como ter pelo menos cinco anos de experiência rural nos últimos 15 anos; ser trabalhador rural com ou sem terra, diarista ou assalariado rural; agricultor familiar que viva de arrendamento, parceria, meia, agregado ou posseiro; ser pequeno proprietário de terra; ou também pode ser filho de agricultores, estudante de escolas agro técnicas ou Centros familiares de Formação por Alternância, com idade entre 18 e 28 anos.



O programa oferece duas linhas de financiamento. A CPR (Combate à Pobreza Rural) e a CAF (Consolidação da Agricultura Familiar). A CPR foi criada para atender famílias rurais mais necessitadas, de menor renda e patrimônio. Para se enquadrar, o agricultor deve ter renda familiar anual bruta de até R$ 9 mil e patrimônio inferior a R$ 15 mil.
Já a CAF atende agricultores com renda bruta anual até R$ 15 mil e patrimônio inferior a R$ 30 mil. É voltado principalmente para pequenos proprietários de terra, meeiros ou arrendatários que passam a pagar as parcelas do financiamento no lugar do arrendo.



Os recursos disponíveis podem ser investidos tanto na aquisição de terra quanto para investimentos básicos e comunitários, de acordo com cada linha do financiamento. O valor máximo a ser liberado pelo PNCF é de até R$ 80 mil por família. Esse valor é para compra de terra e estruturação produtiva.
Para quitação do financiamento existem duas maneiras. Financiamentos até R$ 30 mil possui carência de 36 meses e 17 anos para pagar. E acima de R$ 30 mil a carência é de 36 meses e 20 anos para pagar. Os juros anuais variam de 2 a 5%, de acordo com o valor financiado.