Notícias

Flor da Serra do Sul, PR °min °max

Saúde de Flor da Serra do Sul desenvolve a Campanha Outubro Rosa

Trabalho na Praça Municipal acontecerá de 21 a 25 próximo, levando uma série de orientações para as mulheres sulflorenses


 


=”javascript:popup(‘/pop-up/noticias.asp?id=865&img=01’);”>De acordo com Clarice Dalbosco Wessler, diretora do Departamento de Saúde, a campanha foi lançada desde o início do mês e se estende até o dia primeiro de novembro. As atividades são constantes e estendidas também para o período noturno na antiga Clínica da Mulher, quando tem prioridade as mulheres que trabalham durante o dia. “O trabalho será intensificado de 21 a 25 de outubro, quando nossa equipe de profissionais estará atendendo junto a Praça Municipal, quando também acontecerá o sorteio de prêmios para a mulheres que serão atendidas”, lembrou Clarice Dalbosco Wessler.


Todas as mulheres atendidas estão tendo acesso a orientações, exames, teste de glicemia, aferição da pressão arterial, mamografia e também exame de preventivo de colo de útero. “A Secretaria de Assistência Social também está nos apoiando nesta iniciativa e promovendo palestras nos clubes de mães do Município”, revelou Enio Machado, Secretário Municipal de Saúde de Flor da Serra do Sul, lembrando que neste ano o Município já realizou 294 exames de mamografia, visando detectar possíveis casos de câncer de mama.


O Outubro Rosa é um campanha de conscientização realizada por diversos entes no mês de outubro, dirigida à sociedade e às mulheres sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.


O movimento começou a surgir em 1990 na primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York e desde então promovida anualmente na cidade. Entretanto, somente em 1997 é que entidades das cidades de Yuba e Lodi, também nos Estados Unidos, começaram a promover atividades voltadas ao diagnóstico e prevenção da doença, escolhendo o mês de outubro como epicentro das ações. Hoje o Outubro Rosa é realizado em vários lugares países e cidades, entre as quais Flor da Serra do Sul.


MAIS INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE O CÂNCER DE MAMA


O câncer de mama pode se manifestar de diversas formas, e conhecer seus principais tipos ajuda a compreender melhor o que está acontecendo. O diagnóstico positivo é sempre uma notícia impactante, mas é importante estar bem informada para conversar com o oncologista sobre as opções de terapias disponíveis e mais apropriadas para o seu caso. Há os tumores mais e os menos agressivos, e os que crescem mais ou menos rápido, por exemplo. Uma série de características vai permitir ao médico indicar o tratamento mais adequado, aquele com maior chance de trazer a cura no menor tempo possível, minimizando os riscos de recaída. Muitas vezes, porém, a paciente não fica sabendo o que significam tantos termos técnicos e quais são suas implicações, o que tende a aumentar ainda mais sua angústia nesse momento tão delicado. Não deixe de conversar com o seu médico para acompanhar todos os passos do tratamento.


O sintoma mais comum de câncer de mama é o aparecimento de um caroço. Nódulos que são indolores, duros e irregulares têm mais chances de ser malignos, mas há tumores que são macios e arredondados. Portanto, é importante ir ao médico. Outros sinais de câncer de mama incluem: inchaço em parte do seio; irritação da pele ou aparecimento de irregularidades, como covinhas ou franzidos, ou que fazem a pele se assemelhar à casca de uma laranja; dor no mamilo ou inversão do mamilo (para dentro); vermelhidão ou descamação do mamilo ou pele da mama; saída de secreção (que não leite) pelo mamilo; e caroço nas axilas.


O câncer de mama é uma doença grave, mas que pode ser curada. Quanto mais cedo ele for detectado, mais fácil será curá-lo. Se no momento do diagnóstico o tumor tiver menos de 1 centímetro (estágio inicial), as chances de cura chegam a 95%, segundo a Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama – Femama. Quanto maior o tumor, menor a probabilidade de vencer a doença. A detecção precoce é, portanto, uma estratégia fundamental na luta contra o câncer de mama.


Se o diagnóstico precoce é a melhor estratégia, a principal arma para sair vitoriosa dessa luta é a mamografia, realizada uma vez por ano em todas as mulheres com 40 anos ou mais. É a partir dessa idade que o risco da doença começa a aumentar significativamente.


A mamografia é o único exame diagnóstico capaz de detectar o câncer de mama quando ele ainda tem menos de 1 centímetro. Com esse tamanho, o nódulo ainda não pode ser palpado. Mas é com esse tamanho que ele pode ser curado em até 95% dos casos.


  




=”javascript:popup(‘/pop-up/noticias.asp?id=865&img=01’);”>