Notícias

Flor da Serra do Sul, PR °min °max

Orientação sobre higiene

=”javascript:popup(‘/pop-up/noticias.asp?id=273&img=01’);”>Melhorar a qualidade de vida dos sulflorenses é uma das metas da Administração Municipal de Flor da Serra do Sul. Entre as ações que refletem nesta área está a construção de módulos sanitários em residências do interior do município.



Para aqueles que nasceram e se criaram na cidade, ter um banheiro em casa é uma coisa normal. O inimaginável para estas pessoas é ter que defecar e urinar no mato, ou ainda, tomar banho de rio nos dias de inverno. Esta realidade está bem perto de nós, fechamos os olhos e fizemos de conta que isto não existe. Aqueles que sofrem com estas mazelas – na maioria das vezes – têm vergonha e não falam sobre o assunto. A falta de banheiros adequados, infelizmente, faz parte do cotidiano de dezenas de famílias dos municípios da região.



=”javascript:popup(‘/pop-up/noticias.asp?id=273&img=02’);”>A ação de construir estes banheiros tem um significado imensurável para as famílias beneficiadas. Comparado a outras obras e investimentos feitos pelo Governo Federal o valor investido nestes módulos sanitários é insignificante, pouco mais de R$ 2 mil por família beneficiada.


Orientação
A Administração considera que apenas entregar um sanitário não é suficiente, pois as pessoas precisam entender a importância do seu uso, para que fiquem atentas às medidas de higiene. O município ainda registra vários casos de doenças ocasionados por verminose.



Dia 29 de outubro, profissionais da prefeitura realizaram uma palestra na linha Santa Terezinha destinada às pessoas contempladas com módulos sanitários. A médica, Cristina Sauter, a enfermeira, Diana Silvestro, a assistente social, Fabiane Perondi e a nutricionista Margarete Savaris, falaram sobre higiene e como muitas doenças podem ser evitadas com a utilização adequada do vaso sanitário e do chuveiro.



=”javascript:popup(‘/pop-up/noticias.asp?id=273&img=03’);”>O encontro contou com a participação de aproximadamente 20 moradores. Boa parte deles já tem os módulos sanitários construídos. Por questões culturais alguns apresentam resistência para usar a privada. É compreensível, afinal, durante uma vida inteira cagaram no mato. Como disse a médica Cristina: ‘O ser humano evolui, uma vez ele comia carne crua. Depois descobriu o fogo e assou a carne’. Nós, do Sentinela, vamos parafrasear Cristina: ‘Uma vez o ser humano defecava no mato. Depois descobriu a privada, passou a usá-la e acabou com algumas doenças’.






=”javascript:popup(‘/pop-up/noticias.asp?id=273&img=01’);”>