Notícias

Flor da Serra do Sul, PR °min °max

R$ 200 mil em investimento

=”javascript:popup(‘/pop-up/noticias.asp?id=296&img=01’);”>Os municípios do Paraná levam uma grande vantagem sobre os municípios de Santa Catarina e Rio Grande do Sul quando o assunto é a manutenção das estradas interioranas.



O governo do Paraná disponibiliza várias máquinas, além de uma grande equipe de profissionais para ir até os municípios realizar a restauração e manutenção das estradas vicinais. Via de regra esta equipe executa a restauração e manutenção de 20 quilômetros de estradas ou o trabalho destes profissionais por 45 dias. Vale, o que terminar antes.
Conforme o termo de avaliação assinado entre a Prefeitura de Flor da Serra e o DER-PR (Departamento de Estradas e Rodagens do Paraná) o investimento em prestação de serviço é equivalente a R$ 200 mil.



=”javascript:popup(‘/pop-up/noticias.asp?id=296&img=02’);”>Pelo segundo ano consecutivo Flor da Serra do Sul foi contemplada com a vinda da Patrulha Rodoviária do DER. Ou seja, investimento de R$ 400 mil do governo paranaense. “Normalmente os municípios levam de 3 a 4 anos para receber esta Patrulha Rodoviária. Esta nossa conquista é resultado da afinidade com o governo estadual, através do deputado Caíto Quintana (PMDB)” revela o prefeito Paulo Roberto Savaris.



Em 2008 os sulflorenses receberam a Patrulha Rodoviária no mês de maio. Este ano o convênio foi assinado em setembro, com a previsão de trabalho entre o final de outubro e o início de novembro. As máquinas estão trabalhando desde a metade de novembro, já recuperaram mais de 8 quilômetros de estradas entre a linha Santa Luzia e as comunidades vizinhas.



As melhorias são significativas. Todas as estradas são alargadas, cascalhadas, abaoladas e roleadas. O abaolamento consiste numa leve inclinação entre o centro e as laterais da estrada para evitar a erosão causada pela chuva.
“A Patrulha deve ficar no município até 20 de dezembro” diz Paulo lembrando que as intempéries dos últimos 18 meses foram fortes. “Primeiro sofremos com a seca e nos últimos meses com o excesso de chuva”.






=”javascript:popup(‘/pop-up/noticias.asp?id=296&img=01’);”>





=”javascript:popup(‘/pop-up/noticias.asp?id=296&img=02’);”>