Notícias

Flor da Serra do Sul, PR °min °max

Instituto das Águas repassa resultado da avaliação da Câmara Técnica à Administração de Flor da Serra do Sul

Em entrevista, o Chefe do Instituto das Águas Regional de Francisco Beltrão, Alberto Picinini, comentou sobre a entrega dos resultados da avaliação da Câmara Técnica, que apontou a manutenção da nota para o Município (7.37)


 


Os resultados da avaliação foram entregues durante uma reunião com a equipe da Administração Municipal, no final da manhã da quinta-feira, primeiro de agosto, que contou com a presença da prefeita municipal Lucinda Ribeiro de Lima Rosa; do secretário de Meio Ambiente de Flor da Serra do Sul, Aquelino Dalla Valle; do Gestor Ambiental Regional do SEMA, Odenir de Barba; e do Chefe do Instituto das Águas Regional, Alberto Picinini, além de técnicos e lideranças do Município.


Segundo Alberto Picinini, a Câmara Técnica realiza esse trabalho anualmente em Flor da Serra do Sul para que o retorno do ICMS Ecológico Municipal seja avaliado. “Nós fizemos questão de entregar pessoalmente o resultado da avaliação, para demonstrarmos à Administração de Flor da Serra do Sul a disponibilidade do Instituto das Águas Paraná. Após entregarmos os resultados para a equipe administrativa, nós realizamos uma breve reunião com o Executivo para discutirmos os resultados finais da avaliação. Nós fizemos isso com o intuito de orientar quanto às medidas necessárias para melhorar os resultados, além de oferecermos a nossa parceria em contribuição para que as evoluções possíveis possam transcorrer com mais agilidade”, ressaltou ele.


Flor da Serra do Sul, juntamente com Marmeleiro, são os municípios que mais se destacaram no processo avaliativo, graças à preocupação das suas respectivas administrações em preservar e contribuir com o Meio Ambiente, especialmente com os mananciais e bacias hidrográficas que contribuem para o abastecimento da população de municípios como Francisco Beltrão. “Os trabalhos de preservação e acompanhamento das obras em execução são de suma importância para que o Município possa se destacar na avaliação do ICMS Ecológico. Estamos muito contentes em ver que a atual Administração de Flor da Serra do Sul realmente se preocupa com a preservação e bem estar da natureza, fazendo do Município um local agradável para se viver. Queremos relembrar que o Instituto das Águas não realiza as avaliações para oprimir ou multar os municípios, muito pelo contrário, estamos fazendo isso para alertar a administração e repassar as instruções necessárias para melhorar seus resultados”, ressaltou o Chefe do Instituto das Águas Regional de Francisco Beltrão.


“Flor da Serra do Sul possui um grande potencial ecológico e hídrico, graças ao bom trabalho de preservação realizado até o momento. Os elogios e os resultados positivos que são apresentados ao Executivo transformam-se em incentivo para que o trabalho de preservação ambiental possa ganhar mais intesidade. Flor da Serra do Sul se destaca não só na região, mas em todo o Estado do Paraná e também no Oeste Catarinense. É por isso que indicamos ao Executivo a participação do Município em projetos específicos de proteção à natureza, como também no incentivos a projetos ecológicos e de lazer, incrementando o turismo, pois aqui temos cascatas, cachoeiras, grutas e muitos outros vários atrativos interessantes”, acrescentou Alberto Picinini.


Segundo o Chefe do Instituto das Águas Regional de Francisco Beltrão, o interesse do Governo Municipal em relação ao Meio Ambiente é muito intenso e perceptível, repassando ao Instituto a confiança de que o trabalho continuará sendo feito com total qualidade. “A nota que Flor da Serra do Sul conseguiu manter é de 7.37, uma das maiores notas do Estado. Acredito que a Administração vai continuar se dedicando aos trabalhos para que, nos próximos anos, essa nota possa ser ainda melhor”, finalizou ele.


Na oportunidade, a Prefeita de Flor da Serra do Sul, Lucinda Ribeiro de Lima Rosa, comentou sobre a sua participação na entrega do resultado. “Estamos muito contentes por recebermos a notícia de que o Município conseguiu manter a média na avaliação do ICMS Ecológico, na avaliação do trabalho do ano passado, 2012. Nós do Executivo vamos continuar incentivando e contribuindo com os setores que estão envolvidos com o Meio Ambiente, com o intuito de manter ou até mesmo aumentar a nota, aumentando assim o nosso retorno do ICMS Ecológico. Queremos buscar parcerias e incentivos para os departamentos do Meio Ambiente, Agricultura e Obras, realizando um trabalho em grupo para que as ações na área do Meio Ambiente possam trazer cada vez mais resultados positivos e benefícios para Flor da Serra do Sul”.


Segundo ela, é importante discutir e avaliar o potencial do Município na questão ecológica, criando projetos e participando de programas diferenciados, que possam contribuir com o Meio Ambiente de uma forma geral. “Flor da Serra do Sul conta com cachoeiras, cascatas e grutas, que acabam tornando-se um atrativo não só para os munícipes, mas também para visitantes da região, graças ao seu potencial ecológico e hídrico. Isso nos dá motivação para provocarmos a iniciativa privada, empresas ou empresários, para que também percebam este potencial e invistam no turismo ecológico, aproveitando o potencial natural, destacando cada vez mais o Município e também gerando renda através de iniciativas desta natureza. Temos certeza que Flor da Serra do Sul possui elevado potencial para a implantação de uma pousada ou hotel fazenda, por exemplo. Este atrativo poderia ser incrementado com um roteiro ecológico, com visitação a vários pontos bonitos que possuímos em nosso território”, pontuou a prefeita, lançando o desafio para possíveis interessados em níveis local, regional ou até estadual.


Agora, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente possui um prazo de 30 dias para encaminhar ao Instituto e à Regional da Secretaria do Meio Ambiente-SEMA o relatório contendo as prioridades de atuação do Setor para o próximo ano. “Fomos informados de que todos os trabalhos novos ou a evolução dos já existentes devem ser feitos com registros fotográficos, melhorando sensivelmente o embasamento do relatório que é encaminhado anualmente para os órgãos competentes, que serve também de avaliação para os técnicos da Câmara, além das visitas in loco que sempre são feitas pelos mesmos”, salientou o secretário Aquelino Dalla Valle.