Notícias

Flor da Serra do Sul, PR °min °max

Flor da Serra vacina rebanho bovino contra brucelose

=”javascript:popup(‘/pop-up/noticias.asp?id=787&img=01’);”>A campanha, que é realizada a cada seis meses, prevê a vacinação de todas as fêmeas, de três a oito meses de idade. O valor da dose para o produtor é de R$ 6,00.
Conforme o médico veterinário Valmor Felipe Júnior, agora os animais são vacinados, e daqui a dois anos é feito o exame para ver se não contraiu a doença. “A vacina deve ser feita nessa idade, pois é quando o animal está mais suscetível a receber a imunidade da vacina, e fica entre 8 a 24 meses protegido”, destacou.



Júnior diz que a vacinação contra a brucelose é obrigatória em todo o Paraná. “Na campanha anterior, atingimos 75% dos animais, e neste ano, a meta é chegar aos 100%. Nós pedimos a compreensão dos produtores, mas durante a campanha estamos nos dedicando apenas à vacinação”, salienta.



A brucelose pode provocar aborto em torno do sétimo mês de gestação e infertilidade. A doença é responsável por perdas econômicas na propriedade, como queda na produção de leite e no volume de carne. Quando uma propriedade apresenta caso de brucelose, ela é interditada.  As pessoas que moram no local devem fazer exames para ver se não contraíram a doença.



Sem a vacina, o produtor fica impedido de retirar o Guia de Trânsito de Animal (GTA). Sem o Guia, ele não pode transportar o animal, seja qual for o objetivo. “Com a guia, o produtor sabe se o animal está livre da doença. Uma vez que para emitir o documento são exigidos os exames de brucelose e tuberculose”.



Para vacinar o rebanho, os produtores devem entrar em contato com a secretaria de Agricultura que preparou um roteiro de vacinação no interior. “O produtor que tiver bezerras para vacinar também poderá avisar a agente de Saúde. Se acaso alguma propriedade ficar sem a nossa visita, o produtor pode informar a Emater, que no final de abril iremos repassar nestas propriedades”, afirma o médico veterinário.
As próximas comunidades que receberão a visita do veterinário são: Tilongo, Ferreira, Bandeirante, São Bento, Santo Ângelo e Santa Terezinha.



Fonte: Jornal da Fronteira






=”javascript:popup(‘/pop-up/noticias.asp?id=787&img=01’);”>