Notícias

Flor da Serra do Sul, PR °min °max

Novas regras ortográficas

rel=prettyPhoto

>Em Flor da Serra do Sul, a Escola Estadual Barão do Rio Branco inicia o ano letivo dia 09 de fevereiro. Mas, na primeira semana de fevereiro, a direção e professores se reúnem para elaborar o planejamento pedagógico para 2009. O vice-diretor, Vanderlei Chorna, disse que, na ocasião, será discutida a forma de implantação da reforma ortográfica.  Ele acredita que aqueles alunos que já tinham um bom entendimento do conteúdo de língua portuguesa não enfrentarão grandes problemas, ficando somente alguns casos que possam ter alguma dificuldade, mas que não há motivos para as pessoas ficarem preocupadas. “É um novo desafio, inclusive para os professores da área, mas que com um trabalho e bem feito o resultado será excelente.”

A reforma ortográfica da língua portuguesa que entrou em vigor a partir de 1º de janeiro, os brasileiros terão que reaprender a escrever, mas a mudança é parcial. Conforme o professor Pasquale Cipro Neto declarou ao Jornal Nacional de 29 de dezembro de 2008, serão alteradas somente 0,5% das palavras. “A língua é uma coisa, a ortografia é outra. É só uma reforma ortográfica,” destaca Pasquale.

O acordo ortográfico foi assinado pelos países de língua portuguesa em Lisboa, em 16 de dezembro de 1990, por Brasil, Portugal, Angola, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e, posteriormente, por Timor Leste. No Brasil, o acordo foi aprovado pelo Decreto Legislativo nº 54, de 18 de abril de 1995.  A população terá até 2012 para se adequar às mudanças. Durante este período, será aceito escrever das duas formas, desde que não seja das duas ao mesmo tempo.


BOX


As principais mudanças:


As letras K,W e Y passam a integrar o alfabeto brasileiro, que fica assim:
A B C D E F G H I J K L M N O P R S T U V W X Y Z


Caem os acentos tônicos
O acento agudo para marcar o u Tônico nas sílabas que, qui, gue, e gui:
De apazigúe para apazigue


Nestes casos, o acento agudo permanece se cair no í:
Apazígue


As paroxítonas com i ou u tônicos precedidos por ditongos ficam sem acentos:
De feiúra para feiura


Atenção: As oxítonas continuam acentuadas:
Piauí


O trema é eliminado
Usado nas pronúncias do u nas combinações que, qui, gue, gui:
De tranqüilo para tranquilo


Atenção: Permanece em nomes próprios estrangeiros e derivações.


As paroxítonas perdem acentos
Os ditongos éi e oi ficam sem acento agudo:
De jubóia para juboia
As formas verbais com eem ficam sem o acento circunflexo:
De crêem para creem


O penúltimo o hiato oo(s) fica sem acento circunflexo:
De vôo para voo


I pelo E
Adjetivos e substantivos derivados são escritos com i antes de sílaba tônica:
Acriano (de Acre)


Caem os acentos diferenciais
Em pára (verbo), que vira para
Em pêlo (substantivo), que vira pelo



O hífen
Alguns prefixos como aero, semi, ante, anti, infra, micro, se juntam com hífen ao segundo termo quando a letra inicial é h ou uma vogal igual à do final do prefixo:
Com hífen: Anti-inflamatório, micro-organismo, sobre-humano;
Sem hífen: Autoestima, infraestrutura, semiárido.



Quando esses prefixos não pedem hífen, dobra-se o S e o R do segundo termo se a pronúncia assim o exigir:
Antissosial, motosserra, autorretrato, multirracial.


Os prefixos ciber, hiper, super se juntam com hífen ao segundo termo quando a letra inicial é H ou R
Com hífen: Super-homem, sub-humano;
Sem hífen: cibercafé, superamigo.


<