Notícias

Flor da Serra do Sul, PR °min °max

FSSul entrega Título de Cidadão Honorário

=”javascript:popup(‘/pop-up/noticias.asp?id=721&img=01’);”>Mais de 300 pessoas assistiram à entrega do Título de Cidadão Honorário, em Flor da Serra do Sul, na quinta-feira, dia 15. O título foi entregue a Hermínio Perondi (em memória, título entregue aos familiares), Alduíno Fedrigo, Derli Alceu Demartini, Reinoldo Krause, José Maria dos Santos, Danilo José Arisi, Darci Alves Maciel, José Zanella, Onório Savenhago e Álvaro Demartini. “Conceder um título de cidadania honorária é uma responsabilidade muito grande. É preciso fazer a escolha certa para construir a história como aconteceu. Gratidão se paga com gratidão. Não conseguimos fazer nada sozinhos” afirmou o prefeito Paulo Roberto Savaris em discurso de agradecimento aos homenageados.


Confira a trajetória dos homenageados:
Hermínio Perondi (em memória)
Seu Hermínio doou os primeiros terrenos para dar início a construção da primeira escola, igreja e campo de futebol do município. Foi presidente da igreja, da Escola de Pais e Mestres, presidente da Associação Esportiva de Futebol e juiz de Paz por vários anos. Foi em sua terra que foi feito o primeiro loteamento, em 1957. “Fico emocionado ao lembrar as dificuldades que nossos pais enfrentaram quando aqui chegaram. Eles tinham o sonho que Flor da Serra se transformasse em distrito e hoje é um município” diz o filho do homenageado, Milto Perondi.


Alduino Fedrigo
Alduino teve grande participação na vida da comunidade. Participou do grupo de bolão, de diretorias de igreja e de futebol. Em maio de 1970 foi designado cartorário para o então distrito de Flor da Serra. “Foi aqui o meu primeiro cartório, em uma época em que não havia luz elétrica e a água era de poço. Após muitas viagens a Curitiba comecei o processo de liberação e aprovação do loteamento junto ao Incra” lembra Alduino.


Derli Alceu Demartini
Derli fez parte da diretoria do campo, igreja, escola, da Associação de Pais e Mestres do CTG. Também foi presidente da Comissão de Emancipação de Flor da Serra do Sul. Segundo Derli, as dificuldades encontradas no início eram muitas. “O mais difícil no processo de emancipação foi fazer a população entender que estávamos trabalhando a favor do nosso lugar e não contra os municípios dos quais estávamos nos desmembrando” lembrou Derli dedicando um pedaço do título de cidadão ao pai, que muito incentivou e deu força ao movimento para emancipar Flor da Serra.


Reinoldo Krause
Reinoldo atuou como vereador de Salgado Filho nos anos de 1973 a 1977. Em 1977, foi responsável pelo projeto que levaria luz elétrica ao distrito de Flor da Serra. No ano seguinte Reinoldo solicitou linha telefônica para o distrito. Reinoldo participou ativamente da comunidade nas diretorias de futebol, escola, igreja e foi patrão do CTG Sinuelo da Serra.
 
José Maria dos Santos
José também integrou a Comissão de Emancipação de Flor da Serra do Sul. Atuou como presidente da igreja da Linha São Roque e como vice-presidente da Igreja da Sede.


Danilo José Arisi
Danilo foi sócio-fundador do Esporte Clube Botafogo, ajudou a construir o campo, foi jogador e treinador. Como treinador, conquistou o troféu Bodas de Diamante do casal palmassolense, Albino e Augusta Crestani, do 1º Campeonato Municipal de Palma Sola. Foi sócio fundador do CTG Sinuelo da Serra, ocupando o cargo de 1º Agregado das Pilchas, capataz e patrão, conselho do vaquiano e chiru das falas. Também ajudou a trazer a energia elétrica e mais tarde o telefone fixo para Flor da Serra.


Darci Alves Maciel
Darci é natural de Palmeira das Missões, no estado do Rio Grande do Sul.
Foi vereador em Salgado Filho durante a ges